domingo, janeiro 27, 2008

Parabéns Ondjoyetu!

Hoje é dia de festa para todo o grupo Ondjoyetu! É a inauguração da "nossa casa".
A construção da casa possibilitou reunir as condições minimas de apoio à equipa da linha da frente aquando as idas ao Sumbe para recarregar baterias. Foi um passo fundamental nesta caminhada.
Junto-me a vocês neste dia de festa:)
Um obrigada muito especial à equipa pioneira que avançou neste projecto e possibilitou seguir em frente nesta missão.
Obrigada a todos vós que mesmo cá em Portugal participaram na construção da casa. No pouco tempo que estive lá deu para sentir um pedacinho de cada um de vós.... e é por isso que Ondjoyetu é realmente a NOSSA CASA!
Estamos Juntos*****

sábado, janeiro 26, 2008

Com a Linha da Frente

Olá amigos.
Cheguei a Angola quarta de manhã e tinha a receber-me a nossa equipa missionária a que chamamos, e com razão, da "Linha da Frente".
Reencontrar-me com eles foi uma grande emoção e alegria.
Sendo poucos os dias que irei estar com eles, quero aproveitá-los o melhor possível. É um grande dom encontrar-me com esta equipa, perceber o belo trabalho trabalho que aqui está a fazer e o importante testemunho de fé e amor aos irmãos que estão a dar.
Tantas coisas que gostaria de vos contar... mas agora não dá. Tanto mais que o acesso à Internet aqui no Sumbe não é muito fácil. Este é o segundo lugar a que venho para conseguir enviar esta mensagem e só hoje é que deu para vir.
Os nossos amigos missionários estão bem de saúde e muito animados. Não quer dizer que seja fácil o trabalho que estão a fazer. Mas graças a Deus continuam muito animados.
Amanhã é o dia grande da bênção e inauguração oficial da nossa casa. É tão bonita. Está num sítio muito bom, é simples, modesta, mas muito acolhedora e reúne as condições mínimas para a nossa equipa aqui poder residir e trabalhar. Um grande bem-haja a todos os que tornaram possível esta casa.
Na segunda teremos que arrumar tudo e na terça, se Deus quiser, partiremos para o Gungo, onde estaremos até domingo. Regressarei a Portugal no dia 5 de Fevereiro.
Logo que possível daremos mais notícias. Muitos cumprimentos da equipa que está a preparar tudo para a festa.
Um abraço meu para todos vós que nos visitais.
P. Vítor Mira

segunda-feira, janeiro 21, 2008

Inauguração ONDJOYETU

Olá amiguinh@s, aproxima-se o importante dia da inauguração da Nossa Casa no Sumbe! Eu estou nos EUA, como sabem (ou talvez não), e posso não ter a informação mais actualizada, mas segundo sei, este domingo, 27 de Janeiro de 2007 vai ser a inauguração oficial da Ondjoyetu. Um importante marco neste projecto, cujo primeiro passo era mesmo este: construir uma casa no Sumbe que pudesse albergar a equipa missionária que trabalha no Gungo. Vai ser por isso um dia muito feliz, e em que quero participar. As minhas orações estão com a linha da frente! Força e coragem amigos! Sempre juntos! Beijinhos*

quarta-feira, janeiro 16, 2008

quinta-feira, janeiro 10, 2008

Apresentação do Grupo Ondjoyetu

Muito boa tarde. Temos sido contactados por algumas pessoas que querem integrar este grupo missionário. Vamos dar-nos a conhecer um pouco melhor a essas pessoas interessadas na próxima segunda-feira. Se mais alguém quiser vir, será bem-vindo. Clique em cima da foto duas vezes para a ver em tamanho maior. Está lá tudo. Até um cidadão de óculos, barba e gravata. Cumprimentos. P. Vítor Mira

quarta-feira, janeiro 09, 2008

Faz hoje um ano...

Olá amiguinh@s! Faz hoje um ano estavamos a receber este fruto da boa-vontade de muitos! E que permite ajudar outros tantos! Twapandula!

As casas dos missionários

Olá amigos. Já ouviram o discurso de boas-vindas aos missionários que estão em Cambinda? Agora vamos conhecer um pouco mais da missão. Vamos mostrar alguns pormenores de como são as casas onde ficam os missionários quando vão às aldeias. São iguais às do povo; mas nós temos sorte porque nos dão as melhores, as que têm telhado em chapa de zinco. Bem, melhores... têm a vantagem de não cairem palhas do tecto, mas quando toca a calor... parecem micro-ondas. Vemos nestas imagens duas casas por fora. Estas são da Tuma. Mas as de Cambinda, onde neste momento dormem os nossos amigos, são parecidas com estas. Um abraço e continuação de bom ano. P. Vítor Mira video

sábado, janeiro 05, 2008

Acolhimento em Cambinda - Discurso 4

E termina assim o discurso de acolhimento à equipa missionária do "Projecto ASA 2005". Vão estando atentos que iremos dano mais notícias. Por agora resta-me desejar bom fim-de-semana e boa festa da Epifania. Parabéns a todas as paróquias, crianças e adolescentes que aderiram à campanha dos mealheiros da Infância Missionária. Mais um abraço e... xauéééé. P. Vítor Mira video

Acolhimento em Cambinda - Discurso 3

Mais um pedacinho... É verdade, já repararam quem está lá atrás, de boné? É o nosso amigo e conhecido António Batata, o "emigrante de sucesso". Ele é natural deste centro de Cambinda. video

Acolhimento em Cambinda - Discurso 2

O discurso continua... video

Acolhimento em Cambinda - Discurso 1

Bom dia amigos, cá estou de novo. Na sequência da última mensagem aqui colocada, e no contexto da presença da Linha da Frente em Cambinda, vou colocar o discurso de acolhimento que foi feito por um professor em nome da comunidade e que manifesta a alegria de lá ter os missionários. Terá que ser por partes porque tujo junto ficaria muito pesado. A mensagem é-me dirigida mais a mim porque a comunidade já me conhecida pois já trabalhei três anos e meio (entre 1993 e 1996) e já lá tinha ido anteriormente com outros grupos. Mas, na realidade, a mensagem é para quem vai porque, mais importante que as pessoas, é o que Deus faz através delas. Um abraço. Estamos juntos. P. Vítor Mira video

sexta-feira, janeiro 04, 2008

Linha da Frente em Cambinda

video Boa tarde amigos e votos de feliz e abençoado ano 2008. Muitos cumprimentos dos nossos amigos da Linha da Frente. Eles estão bem, graças a Deus. Não têm conseguido dar muitas notícias neste espaço porque têm tido muitas dificuldades com a Internet no Sumbe: por vezes não há ligação, outras vezes está muito lenta e a cair e também acontece não haver energia eléctrica. Mas a nossa missão continua o seu percurso. Ontem, dia 3 foram para Cambinda, um dos centros do Gungo que agrega várias aldeias. Percorreram 100 km de jipe e depois tiveram uma caminhada de mais 25 km. a pé, pois esta é uma das comunidades do Gungo mais distantes do Asfalto. Estarão por lá até dia 17 deste mês. O trabalho vai ser idêntico ao que têm feito noutros centros. Mesmo à distância vamos acompanhando os nossos amigos P. David, Lina, Sara e Sónia. Aqui fica um pequeno vídeo que mostra o acolhimento que esta comunidade fez aos voluntários do Projecto ASA 2005 que estiveram quatro(!) dias naquele centro. Cumprimentos a todos e mais uma vez, votos de bom ano. P. Vítor Mira