quarta-feira, janeiro 17, 2018

Envio missionário da Ana Rita Gonçalves

O grupo Ondjoyetu, da Diocese de Leiria-Fátima, desenvolve uma ação missionária no Gungo (Sumbe-Angola). Tem uma presença fixa de um sacerdote da diocese e de leigos naquela região de Angola e ali permanecem com o propósito de ajudarem a melhorar as condições de vida do povo. Neste contexto, a jovem Ana Rita Gonçalves, natural de Monte Real, prepara a sua viagem para ir ajudar o próximo como missionária voluntária.

No dia 14 de Janeiro, na celebração dos 100 anos da restauração da Diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto, Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, na Sé de Leiria, presidiu a cerimónia de envio missionário de Ana Rita Gonçalves. Foi um momento marcante e muito significativo para a Diocese e para o grupo Ondjoyetu, também para toda a família e amigos da Ana Rita Gonçalves.

Ana Rita Gonçalves deixa uma mensagem que resume o seu sentimento neste momento tão especial da sua vida: "Foi com imensa alegria e gratidão que celebrei a missa de envio. Foi a consciencialização de que está perto a minha partida e, por esse motivo, senti-me de coração cheio. Agradeço imenso ao Padre Joaquim por ter proporcionado a integração do rito de envio nesta missa tão especial com o Senhor Bispo, a quem também estou muito grata. Obrigada também a todas as pessoas que me deram uma palavra de apoio, o que prova que estamos todos juntos na missão de amor de Jesus Cristo. Sorrisos valem mais do que palavras. Imensamente grata. Um abraço a todos." 

Texto: Joaquim Santos


segunda-feira, janeiro 15, 2018

Festa dos Reis e Convívio de grupo missionário Ondjoyetu 2018

No dia 7 de dezembro, o Grupo Missionário Ondjoyetu celebrou a festa da Epifania num amistoso convívio no Seminário de Leiria. Depois de um caloroso acolhimento, celebrámos a Eucaristia com o nosso Padre Joaquim Luis que, como sempre, é um grande e eloquente difusor da Palavra de Deus. A animação dos cânticos ficou sob a responsabilidade de um alegre conjunto de membros do grupo missionário.

Houve momentos muito altos da celebração e durante a Ação de Graças fizemos vários pedidos e propósitos espontâneos no sentido de deixarmos o Mundo melhor. Lembrámos também os nossos irmãos missionários, que estarão na Glória do Pai, continuando os seus gestos de amor e continuando a interceder por nós e a enviar-nos força e coragem para prosseguirmos sempre mais além.

A nossa família missionária esteve reunida em grande fraternidade e interligação com os irmãos do Sumbe. Houve partilhas de experiências de Missão muito interessantes, pois a linha da frente vai transmitindo tudo o que sucede no Gungo e de como se ultrapassam as dificuldades, sempre com o espírito de sacrifício e solidariedade, mas simultaneamente de alegria e com gestos de amor.



Partilhámos um belo ”repasto” e houve uma belíssima reportagem fotográfica. No final, houve uma surpresa na distribuição de prendas, cuja dinâmica consistia em completar provérbios. Foi divertida e com espírito de fraterna harmonia, tornando-se notória nas prendas oferecidas a habilidade manual de muitos elementos, inclusivamente a do nosso pequeno Vítor. Foi uma tarde e noite muito felizes, cheias de momentos marcantes, franca camaradagem e recordando sempre os irmãos do Gungo.


Obrigado! Sempre Juntos!
Amélia Moura

terça-feira, janeiro 09, 2018

Envio Missionário

Ana Rita Gonçalves
No próximo domingo, dia 14, terá lugar, na igreja catedral de Leiria, o rito de envio da Ana Rita Gonçalves, missionária Ondjoyetu que partirá brevemente para Angola para uma missão de 6 meses. O rito será integrado na missa que tem início às 16h30 e que encerrará a peregrinação da vigararia de Fátima à Sé de Leiria, no âmbito da celebração dos 100 anos da restauração da diocese de Leiria-Fátima.

Ana Rita Gonçalves tem 33 anos, é técnica de Higiene e Segurança no Trabalho, licenciada em Engenharia Alimentar, e reside na paróquia de Monte Real, Leiria. Citação favorita: É preciso atravessar desertos fora de si e achar um oásis no fundo da nossa alma.

Esta é mais uma oportunidade para reunirmos a família Ondjoyetu, os amigos e benfeitores do Grupo, e vivermos juntos a alegria do envio de mais uma trabalhadora para a messe. Estamos juntos.

quarta-feira, janeiro 03, 2018

Um caloroso Natal a 30 graus!!!

Olá família Ondjoyetu sabemos o quão estão ansiosos por novidades da vossa linha da frente. Estes dias foram especiais e marcaram para sempre os nossos corações, este foi um natal, de longe, diferente do nosso conceito habitual, não vimos o Pimentinha, nem os reclames da “popota”, o anúncio do azeite galo não cantou e nem o rasto do trenó do pai Natal ficou marcado no Gungo, coitado, também não tem chaminés por onde descer!     
         
Ficámos marcados pela genuinidade da data e pela forma autêntica como se celebra o nascimento do Salvador, a Donga encheu-se com as gargalhadas das crianças e as vozes dos papás e das mamãs que celebraram este dia connosco. A capela da Donga desempenhou mais uma vez a sua função hoteleira, tendo estado sobrelotada! As celebrações realizaram-se a céu aberto, o que também foi novidade para nós, o frio não se fez sentir, até pelo contrário, e que sensação única poder passar a missa do galo debaixo de um teto de estrelas resplandecentes. A noite de 24 foi animada pela dança ao som de tambores, que bem demonstrou a alegria das pessoas ali presentes.

                
     Os dias passaram rápido entre a azáfama das consultas, um encontro com os jovens e os afazeres que a data exige, nem houve tempo para muitas brincadeiras com as crianças, mas estas permaneceram sempre bem alegres, sem o stress de saber que prenda estaria no seu chinelo havaiana dia 25, felizes só por se terem uns aos outros para brincar. O dia 25 ficou marcado também pela celebração de 57 primeiras comunhões, o que tornou a data ainda mais significativa para aqueles que esperavam ansiosamente este momento.


Regressámos ao Sumbe dia 26 para festejar o aniversário do padre David, a surpresa foi bem preparada, ele quase que não desconfiou de nada até começar a receber os convidados da sua própria festa. Comemorámos os seus 42 anos juntamente com a comunidade das irmãs Guadalupanas e outros bons amigos da nossa missão. Para terminar as celebrações natalícias, no dia 27, marcámos presença o Natal Missionário, este ano realizado na Conda, na fazenda do Rio Uiri, uma espécie de quinta pedagógica, que nos permitiu um bom e fraterno convívio entre os vários missionários da diocese do Sumbe. Aproveitámos também esse dia para nos reabastecermos de água potável de modo a fazer render a deslocação ao máximo.

O último dia do ano foi passado junto da comunidade do Eval Guerra(Gungo) onde, de manhã, celebrámos a missa da sagrada família e, na parte da tarde, se realizou um encontro com as famílias daquela comunidade e arredores e se brincou com as crianças, á noite, já bem cansados, passámos o ano em família na nossa casa do Sumbe ao som dos gravadores e batucadas da vizinhança, alguns, que só pararam de tocar dois dias depois!

Esperamos que tenham passado um natal abençoado, cheios da graça do Menino Jesus e fazemos votos de um excelente 2018 para todos vós!
Abreijos!

Linha da frente



Convívio de Natal/Reis

David Cooke, Os Três Reis Magos, 2008

No próximo domingo, dia 7 de janeiro, realizar-se-á no seminário diocesano de Leiria o habitual convívio de Natal/Reis do Grupo Missionário Ondjoyetu.

O convívio começa com o acolhimento, às 17h00, e ensaio de cânticos, às 17h30, seguidos da celebração da Eucaristia, às 18h00, e depois o jantar partilhado e troca de prendas.

Um bom ano para todos!
Estamos juntos.