sexta-feira, janeiro 10, 2020

2019/2020 – Natal, saídas e entradas

Linha da frente em alta, uma equipa renovada e sempre animada.  




No dia 20 de Dezembro, saída de Luanda rumo ao Sumbe, mas claro, já com os 3 novatos (Boaventura, São e Teresa), tinha de ter paragem no habitual Miradouro da Lua…
Chegámos à nossa casinha Ondjoyetu e foi chegar e andar. Dia seguinte, o trabalho era demasiado e não deu para seguirmos como estava planeado. Então, domingo dia 22, pelas 5h30 lá fomos nós até à Donga. Mana Sílvia pega no cavalinho (Land Cruiser) e o padre David no elefante (Unimog). E para o batismo na picada tínhamos de ficar encalhados. Desta vez na laminha do Cocole. Ah, e de praxe (só nesse momento) veio uma boa chuvada. Mas chegámos bem e celebrámos a nossa santa missa com a comunidade às 18h.
Segunda e terça, dias 23 e 24, houve encontros de jovens, da Pastoral da Criança e dos preparandos da 1ª comunhão. Ainda se destinaram equipas para tratar do presépio, da montagem de tendas e da preparação do alpendre para a missa do Natal. Mas toda a comunidade, nas primeiras horas da manhã, ia até à lavra da missão sachar o milho que bem está a precisar para aproveitar a chuvinha.
A ceia de Natal foi com o famoso bacalhau cozido e azeite caseirinho, uma maravilha. O nosso muito obrigado aos nossos benfeitores que sempre providenciam à equipa da frente um Natal com sabor a casa. Falta anunciar a melhor parte J, as sobremesas: pudim de ovos, bolo de ananás e arroz doce com canela, confecionado pelas fadas madrinhas Ção e Teresa que deixaram tudo um sonho! Seguiu-se a Missa do Galo e, no fim, tempo para jogar em família e conviver um bocadinho.
Dia 25, dia de Natal, o menino Jesus veio! Ao lado do presépio ficou a árvore de Natal, bem bonita, feita com a mãozinha de cada um dos 107 meninos que pintaram e recortaram durante as visitas aos bairros no advento. Bem colorida, cada centro foi representado por uma cor que eles definiram.
Fizemos uma missa campal e 45 pessoas entre jovens e adultos fizeram a sua 1ª Comunhão.
No dia seguinte arrumámos as trochas e lá fomos nós cavalgando rumo ao Sumbe. Como já tínhamos feito o batismo aos nossos novatos, na vinda, “quisemos” fazer a confirmação da ida e entalámos outra vez na Tchicatacata. AVISO: muito importante, neste dia celebrámos o aniversário do padre David, cantámos tantas vezes os parabéns que até ficou com mais meia dúzia de cabelitos brancos J.
Ora, quase que nos esquecíamos de vos informar de que no dia em que subimos ao Gungo já estavam a iniciar a arranjar a picada, apesar de só fazerem uma terraplanagem, ficámos bem contentes. Mas, mas no dia em que descemos, as máquinas já estavam arrumadas porque ao fim de 3km, avariaram (uma fuga de óleo). Assim continuamos na esperança…
Dia 27, dia do Natal Missionário, preparámos o piquenique para partilhar e, à semelhança do ano anterior, fomos até à Quibala para nos juntarmos com amigos missionários de toda a Diocese do Sumbe. Padres, madres, leigos, o Sr. Bispo D. Luzízila Kiala e vários representantes de diferentes congregações juntámo-nos para conviver, trocar experiências e partilhar iguarias.
Dia 28 foi de trabalhos na casa do Sumbe, tratámos da nossa hortinha, mecânicas, limpezas, canalizações, etc…
Dia 29 fomos celebrar a eucaristia no bairro do Sapato e, à tarde ainda deu para alguns jogos com as crianças. No final do dia, e comemorando o dia da Sagrada Família, fomos jantar a casa da Pascalina e do Rogério, ambos professores com 3 filhos lindos e amigos de longa data da Missão.
Dias finais de contagem decrescente até ao novo ano foi para… adivinhem?!… Trabalhar claro! Missão é missão! Estivemos a colocar tratamento nos bancos da capela que os bichinhos de tanto roer já havia pernas ocas por dentro, mais mecânicas aos carros, mais jardinagens e agriculturas, etc, etc, etc.
Dia 31 fomos à missa na paróquia de Cristo Rei, no bairro da Pedra 1, e, dia 1, fomos até à paróquia do Shingo na missa das crianças presidida pelo nosso padre David. A nossa passagem de ano foi com um copito de vinho do porto e uns belos sonhos de abóbora preparados pela mana Ção. No dia 1 de Janeiro de 2020, ao fim do dia, fizemos uma sessão de cinema na rua. Juntaram-se 132 crianças para ver o filme “Peter Pan”. Foi um momento mágico para todos e o nosso Kiko (o cãozinho cá de casa) estava radiante a passar entre as filas dos meninos para puder receber miminhos de todos.















Assim iniciámos o novo ano cheios de garra para abraçar os novos desafios e dar continuidade ao projecto missionário.

Feliz Ano Novo e muita coragem para todos
Ekolelo linene

Saudações da linha da frente