sábado, dezembro 28, 2013

Natal molhado... Natal abençoado

Olá, muito bom dia.
Esperamos que todos vós tenhais passado um bom dia de Natal e que este tempo que ainda permaneça cheio deste espírito.
Da nossa parte podemos dizer que tivemos um bom Natal, graças a Deus, ainda que algo atribulado.
Tínhamos subido para a Donga na quinta-feira, 19 de Dezembro. No sábado fomos de camião para aldeia do Calipe, que fica a 16 km da Donga, numa viagem que durou cerca de uma hora e meia. Durante o percurso demos boleia a várias pessoas que tinham o mesmo destino que o nosso e pudemos ver muitos campos semeados de milho e feijão a manifestarem uma necessidade urgente de água.
Celebrámos o domingo na comunidade acima referida e depois do almoço regressámos à Donga com o camião carregado de pessoas, principalmente idosos, mulheres e crianças, suas cargas e ainda de outras pessoas para as quais já não havia lugar. Mas pelo caminho ainda fizemos de carro vassoura recolhendo os que ficaram para trás. Foram tantos a pedir boleia com aqueles olhares tristes que a equipa missionária decidiu ir a pé para dar lugar aos mais frágeis. Mas depois surgiram uns motoqueiros generosos que os “rebocaram” e ainda chegaram primeiro.
A segunda-feira foi dia de preparação espiritual para o Natal: houve dois retiros, um para os jovens, outro para os catequistas, mas aberto a todos. Durante o dia foram chegando sempre mais pessoas, algumas de mota, a maioria a pé, com as suas cargas às costas e à cabeça, muitas delas, como é habitual, percorrendo dezenas de quilómetros a pé. Também muitas crianças e adolescentes marcaram presença, acompanhando os seus pais.
Na madrugada de terça-feira acordámos com o barulho da chuva nos telhados. Foi um incómodo para alguns que já não tiveram lugar no salão, mas também sentimos que era uma bênção e um autêntico presente do menino Jesus que ia nascer.
A véspera do dia de Natal foi marcada pela preparação dos espaços para a celebração ( com rede sombreira), para mais algumas pessoas dormirem (com lonas), busca de lenha, limpeza dos espaços da missão, celebração das confissões, fabrico de pão, atendimento de cantinas (este ano já tivemos a funcionar uma cantina de bens alimentares o que deu uma grande ajuda às pessoas), distribuição de livros pelos maiores e de brinquedos pelos mais pequenos e ainda jogos e brincadeiras com estes, encontro com os pais das crianças que iriam ser batizadas, entre outras atividades.
A missa da noite de Natal teve início por volta das 21:00 horas, iluminada por cinco lâmpadas ligadas ao nosso gerador, mas com muito brilho interior pela festa que estávamos a celebrar. Quanto à luz das lâmpadas, embora fosse benéfica, tínhamos que fugir dela: eram milhares de insetos à volta de cada uma das lâmpadas e que também vinham para cima de nós (para mais tinha chovido).
Depois da missa a animação continuou com mais alguns cânticos e danças que manifestavam a alegria das pessoas.
Mas, subitamente, todos fugiram porque começou a chover. Os espaços cobertos estavam superlotados; os que estavam nas varandas da casa e ao ar livre começaram a procurar outros lugares, mas não havia muito por onde. Cada um com os seus panos, e trouxas nas mãos à procura de um melhor lugar.
Era Natal e nós, equipa, depois de um tempo diálogo, e como a chuva persistia, abrimos as portas da nossa cozinha e sala, do cavalinho, do camião (cobrimos a carroçaria com a lona) e lá se improvisaram mais alguns lugares para umas quantas pessoas. Nessa noite dormimos três horas.
O dia de Natal começou com a oração da manhã e continuou com muitas dúvidas sobre o local da celebração: no salão era mais seguro por causa da chuva, mas metade das pessoas ficava de fora… a apanhar chuva se ela caísse. Assim, a missa que estava marcada para as 8:30 h. começou às 10:00 h., debaixo das redes sombreiras das quais ainda tivemos que sacudir a água que tinham acumulado.
Durante a celebração da missa do nascimento de Jesus celebrámos o renascimento de 32 crianças, filhos de casais cristãos, o que deu um toque ainda mais festivo à celebração, toda ela cheia de cânticos e palmas e de outras manifestações de alegria.
Após a missa ainda houve tempo para umas fotografias e arrumar tudo o que se tinha preparado na véspera. Depois foi a “debandada” de cada um para a sua zona de origem com o coração a pular de alegria pelo nascimento de Jesus e pelo belo presente daquela chuva abençoada que veio dar nova vida aos campos semeados. É caso para dizer que a chuva foi um incómodo bem vindo para todos nós.
Hoje vamos à aldeia do Uquende para amanhã lá celebrarmos o Dia da Sagrada Família.
Um abraço para todos e boas despedidas de 2013 e ainda melhores entradas em 2014.
P’la equipa missionária,

P. Vítor Mira

segunda-feira, dezembro 23, 2013

Desejos de Feliz Natal e recordo o nosso convívio

Em nome do Grupo Missionário e do Serviço Diocesano de Animação Missionária venho desejar a todos um santo Natal e um novo ano cheio de prosperidade.
 
Recordo que do nosso calendário consta o "convívio de Natal" que se realizará no Seminário em Leiria, no domingo, dia 05 de Janeiro do novo ano de 2014. Do programa consta a celebração da Eucaristia às 17:30h seguida de convívio com lanche partilhado e troca de prendas.
Como foi informado na última reunião mensal, a Deolinda Ferreira está disponível para partir em missão para Angola e, nesse sentido, iremos fazer o seu envio missionário na Eucaristia deste dia. Será mais um motivo para darmos graças a Deus e manifestarmos a nossa união como Grupo e para com esta voluntária.
Cada um deverá então trazer algo para partilhar no lanche e uma prenda (feita por si próprio) para a troca de prendas. Que ninguém falte!

quarta-feira, dezembro 18, 2013

Ordenação, trabalhos, uma visita e… cem por um *** Santo e Feliz Natal

Estimados amigos, “ondjoyetus”, familiares, benfeitores, visitantes deste espaço… muito boa noite.
Já estamos na oitava que antecede a celebração do Natal e por isso em tempo de preparativos próximos.
 
Se Deus quiser, amanhã subiremos para o Gungo. Mas disso já falaremos. Antes queremos partilhar um pouco do que têm sido os nossos últimos dias.
No dia 8 de Dezembro, dia da padroeira da Catedral do Sumbe, participámos na ordenação presbiteral do diácono José Henriques Alberto, natural do Ebo, desta diocese.
Foi a primeira ordenação celebrada pelo novo bispo da diocese, D. Luzízila Kiala. Foi um dia marcado por um intenso calor numa celebração muito festiva e colorida. À tarde conseguimos “capiturar” o novo padre para tirar um fotografia com ele.

Na semana seguinte eu participei no retiro dos padres da diocese, na Kibala. O Carlos foi para a Tuma colocar o telhado da casa que se tem vindo a construir, numa missão de alto sacrifício porque esta aldeia é uma das mais quentes do Gungo e ele é alérgico ao calor; mas graças a Deus, conseguiu. A Ana Sofia e a Teresa ficaram no Sumbe a tratar de alguns assuntos, a escolher brinquedos para distribuir no Natal, entre outras tarefas. A Joaninha e o avô Filipe foram para a Donga porque era necessário lá ter alguém.

 Domingo passado fomos visitar uma aldeia chamada Sambo e onde a equipa já não ia há quatro anos. Tem muito poucos cristãos e os que já têm batismo têm poucos conhecimentos ao nível da fé. Depois da missa e do almoço tivemos uma reunião em que ficou combinado organizar dois grupos de catequese: um dos casais amigados para o casamento e outro de catecúmenos para o batismo. Entre os candidatos ao casamento encontrámos um senhor com a sua esposa que já em 1979 andou na caminhada de preparação para receber o sacramento. Depois veio a guerra… e vai recomeçar de novo.

 Vão sendo alguns os nossos concidadãos e até conterrâneos da zona de Leiria que vêm trabalhar para a área do Sumbe. Já temos dado conta de alguns que têm passado pela Ondjoyetu (a nossa casa no Sumbe). Esta semana tivemos a alegria de receber mais uma visita: a do Sr. Anacleto, dos Marrazes. Veio para dar aulas numa escola ligada a uma fábrica de cimento que está a iniciar a laboração aqui nos arredores do Sumbe. Aqui fica a fotografia tirada no local habitual e ficam também as boas vindas para este nosso conterrâneo.

 Estamos perto do Natal e acontecem autênticos milagres que cumprem a palavra que Jesus nos deixou no Evangelho. Ele disse que quem deixasse tudo receberia cem por um. Não estamos em missão à espera de recompensas, mas quando menos esperamos há gestos que nos surpreendem e desconcertam. No mesmo dia, duas pessoas que não se combinaram, ofereceram-nos um total de cem quilos de bolo-rei. Com eles tentámos fazer uma árvore de Natal onde também está o Menino Jesus e que se pode ver nesta fotografia. Mas o mais importante é que tivemos a oportunidade de partilhar esta alegria com muitos nossos amigos e conhecidos que ficaram muito alegres, tal como nós.

 Amanhã o Carlos, a Ana Sofia e eu subiremos para a Donga onde já estão a Teresa e o avô Filipe (a Joaninha foi visitar a família). No próximo sábado e domingo iremos à aldeia do Calipe celebrar o IV domingo do Advento e depois voltaremos à Donga onde celebraremos o Natal com várias atividades. Teremos também batismo de crianças. Se Deus quiser, regressaremos ao Sumbe no dia de Natal à noite.

 Na impossibilidade de o fazermos de um modo mais personalizado, aqui deixamos os nossos votos de Santo e Feliz Natal com as maiores bênçãos do Deus Menino.

Um abraço desta equipa. Estamos juntos.

P. Vítor Mira

Presentes Solidários 2013


Saudações cordiais a todos os amigos Ondjoyetu!

O Natal está aí… e com ele diversas campanhas de solidariedade.
Deixamos aqui o convite para a vossa participação na campanha da FEC Presentes Solidários 2013, realizando deste modo algo diferente e contribuindo para a melhoria das condições de vida de comunidades vulneráveis espalhadas pelos países lusófonos.

Este ano o Grupo Missionário Ondjoyetu não é contemplado com nenhum presente mas a campanha continua e apresenta propostas muito interessantes e de grande pertinência em várias partes do mundo.

Presentes Solidários traduz o slogan "Dar a Duplicar!": qualquer pessoa pode escolher entre os onze presentes diferentes que constam do catálogo deste ano e que foram previamente escolhidos de acordo com as necessidades reais do terreno. Fará depois a encomenda em nome de um amigo, colega ou familiar que receberá um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido. Deste modo, estará a dar a duplicar: contribui com o seu dinheiro para que uma família ou comunidade desfavorecida receba algo que lhe é necessário e está ainda a surpreender o seu amigo, colega ou familiar com um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido em seu nome. 

Para visitar o site, conhecer os presentes e participar, clicar na seguinte imagem:


http://www.presentessolidarios.pt/?page_id=3041


Relembramos que em 2011 pudemos contar com o apoio dos Presentes Solidários, o que facultou o lançamento do projecto das manilhas no Gungo e, assim, a construção de cisternas. Perante a inexistência de captação de água, a falta de recursos financeiros da Missão para o fazer e a considerável distância a que se situam dos bairros alguns riachos, as cisternas já existentes, nomeadamente na Donga e no Uquende, mitigam nessas zonas o problema da falta de um bem tão essencial. Na verdade, permitem o armazenamento de um grande volume de água aproveitada das chuvas – cerca de 10.000 litros. 

Para a visualização de fotos relativas a este projecto, clicar na seguinte imagem: 

http://www.presentessolidarios.pt/?page_id=798

Sejam missionários com os vossos presentes e serão missionários "presentes" nas frentes de missão.
Onatale Yiwa! Feliz Natal!

terça-feira, dezembro 10, 2013

10 de Dezembro.....



Twapandula Tchiwa (Muito Obrigado) a todos que se lembraram que hoje é....
e
 que alguma forma manifestaram as suas felicitações.....
Estamos Juntos
Beijinhos e abraços....
Mana Ana

Mais umas semanas... mais algumas etapas

Olá, muito bom dia e votos de bem-estar.

Antes de mais gostaria de recordar que a mana Ana Sofia assinala hoje mais um aniversário natalício; já lhe cantámos os parabéns e ela cortou o bolo; já é a quinta vez que celebra o seu aniversário em missão, o que faz dela uma verdadeira veterana. Teve que ser de manhã porque hoje a equipa se vai dispersar: o avô Filipe e a Joaninha vão para a Donga, onde continuam os trabalhos; o Carlos vai para a Tuma colocar o telhado na casa de passagem desta comunidade que se tem vindo a construir; a mana Ana e a Teresa ficam no Sumbe a fazer alguns trabalhos que aqui são necessários.

Estas últimas semanas têm sido marcadas por muito calor por estas bandas. Em alguns lugares de Angola está a chover muito, mas noutros nada, como é o caso do litoral. Lá no Gungo só num pedaço do território da comuna é que tem chovido razoavelmente, como é o caso da Donga. Mas de lá para cá, a caminho do litoral, praticamente não tem chovido, o que impede as pessoas de lançarem a semente à terra.

As nossas atividades nas últimas semanas continuaram mais na Donga. Pelo meio houve visitas a vários centros como o Chitonde, Chitunda e Chitiapa. Também alguns membros da nossa comunidade participaram no encontro de jovens a nível da missão que teve lugar em Mussende.

Na Donga estiveram em formação vários grupos: noivos em preparação para o Matrimónio, pais com filhos para o Batismo, encontro dos membros da Legião de Maria (que podemos ver numa das fotos), preparação de crianças e adolescentes para a Primeira Comunhão (que podemos ver em “pose” numa foto e em trabalhos de sacha da lavra da missão que tem milho e feijão já crescidos).

A nossa cantina continua a crescer; e agora, que criámos um espaço que conseguimos isolar da invasão dos ratos, já temos mais artigos à venda: arroz, açúcar, massa, sal, óleo vegetal, leite condensado, petróleo, gasolina, sabão, entre muitas outras coisas, o que é muito útil para aquelas comunidades.

Ao nível dos outros trabalhos, a casa do caseiro já tem telhado e vão em breve começar a ser feitos os rebocos. A do catequista já tem os alicerces concluídos e estás em condições de ver levantadas as paredes.

Nas últimas semanas foi preparada estrutura metálica do telhado da casa de passagem da Tuma; podemos ver na fotografia o transporte de grandes dimensões no nosso Unimog. Ainda chamámos os batedores, mas eles estavam ocupados e disseram que bastava um pano vermelho na cauda da carga.

A nossa lavra foi sendo semeada ao longo das últimas semanas. Quando parecia que tudo se ia perder, eis que a chuva chegou e numa semana o panorama mudou radicalmente. Depois da sacha e de mais chuva a lavra ficou linda e viçosa.

Uma última nota: na Donga continuamos com rede só de capoeira, mas a picada melhorou substancialmente, de tal modo que nem parece a mesma. Os 17 km da Donga ao Uquende que demoravam cerca de duas horas a ser percorridos agora fazem-se em 45 minutos, com muito mais conforto. Oxalá o trabalho fique bem feito para que dure muito tempo.

Bem, tenho que terminar. Sabem como é: muito tempo sem dar informações, porque não temos acesso às comunicações, e depois saem estes “chouriços”.

Obrigado pela paciência.

Um abraço e cumprimentos de toda a equipa.

P. Vítor Mira

quarta-feira, dezembro 04, 2013

Reunião Mensal de Grupo em Dezembro

Saudações a todos os que neste espaço vão acompanhando o Grupo e buscando novidades


Venho, recordar um ponto do nosso calendário. No próximo dia 07 de Dezembro, sábado, no Seminário, às 21:00h teremos a nossa reunião mensal.Mais uma vez os elementos do Grupo, de modo particular os "cativos" são chamados  a congregar-se.para avançarmos com as próximas actividades do Grupo. No final teremos um pequeno convívio que nos permitirá dialogar e estreitar laçosApareçam!

sexta-feira, novembro 29, 2013

1.ª Sessão de Formação FEC + Agenda FEC 2014


1.ª SESSÃO DE FORMAÇÃO FEC

O Grupo Missionário Ondjoyetu vem por este meio informar que a FEC (Fundação Fé e Cooperação) dará brevemente início ao Plano de Formação de Voluntariado Missionário deste ano pastoral, tendo como repto Ide sem medo para servir (Papa Francisco). 
A 1.ª Sessão de Formação realizar-se-á no fim-de-semana de 7 e 8 de Dezembro, em Sintra, na Casa de Saúde do Telhal, e será orientada pelo Prof. Juan Ambrosio, da Universidade Católica Portuguesa.
As inscrições podem ser feitas até ao dia 4 de dezembro por meio do envio de um e-mail para geral@fecongd.org, contendo o mesmo as seguintes informações: nome do(s) participante(s), organização a que pertence(m), tipo de estadia (completa, só refeições, só dormida…).
Apresenta-se a seguir o programa detalhado:

Tema: Voluntariado Missionário e Espiritualidade
Local: Casa de Saúde do Telhal – Mem Martins (Sintra) 

Sábado – 7 de Dezembro
09h30: Recepção dos Participantes
10h00: Início dos trabalhos: Laicado e Missão
11h30: Pausa
11h45: Laicado e Missão (cont.)
13h00: Almoço                  
14h30: Reinício dos trabalhos
17h00: Pausa
17h30: Testemunho Missionário
19h00: Pausa
19h30: Jantar
21h00: Convívio
    
Domingo – 8 de Dezembro
08h30: Pequeno-almoço
09h00: A Espiritualidade Missionária
10h00: Eucaristia
11h30: A Espiritualidade Missionária (cont.)
13h30: Almoço                  

Formador convidado  
Prof. Juan Ambrosio – Professor da Universidade Católica de Lisboa 
Testemunho 
Rita Carvalho | Voluntariado Espiritano | Missão de 1 ano Guiné-Bissau 
Equipa/Organização  
Ana Patrícia Fonseca | FEC | 936665042 Grupo Missão Mundo   

Inscrição na Formação FEC – 1 sessão = 10€; 5 sessões = 20€
Estadia pensão completa (1 dormida + refeições) = 25€
Preço/refeição (almoço ou jantar) = 5€  



AGENDA FEC 2014

Aproveitamos ainda para comunicar que as Agendas FEC 2014 já estão disponíveis. 
Tendo como tema  Consumo sustentável: reduzir o desperdício alimentar, esta agenda pretende ser também um instrumento de educação e de sensibilização para uma questão urgente no mundo actual.
À semelhança dos anos anteriores, quem desejar adquiri-la pode fazê-lo dirigindo o seu pedido aos membros do Secretariado do Grupo Ondjoyetu.



Bom Advento!

segunda-feira, novembro 25, 2013

Sensibilização Missionária no Colégio de S. Miguel

Saudações,

Na passada quinta-feira, dia 21, estivemos, durante a manhã a fazer sensibilização missionária no Colégio de S. Miguel, em Fátima. Terão passado cerca de 500 alunos pelas diversas sessões em que debatemos o conceito de consciência missionária, demos a conhecer o exemplo do Grupo Missionário Ondjoyetu e desafiámos a que cada aluno se assuma como missionário na escola, na família e onde quer que esteja.
Hoje, dia 25, recebemos esta mensagem que estendo a toda a família Ondjoyetu:




«Na quinta feira passada foi com alegria que o nosso colégio recebeu a vossa visita. Foram brilhantes e profundos momentos de partilha. Temos a certeza que tanto os professores como  os alunos que participaram não ficaram indiferentes. 

Queremos agradecer a vossa disponibilidade e os belos testemunhos deixados. Apesar das dificuldades das gentes da vossa Missão, o sorriso tantas vezes visto, é sinal de esperança e de uma fé contagiante.
A semente hoje lançada dará muito fruto no futuro. Acredito!
Votos de um bom apostolado missionário e que Deus abençoe tão bela e nobre missão
Um abraço»


Continuação de boa missão a todos!

quinta-feira, novembro 14, 2013

Viagem ao Lubango

Olá, muito boa noite e votos de bem-estar.
Nós estamos bem, graças a Deus.
Esta semana foi de passeio para descansarmos um pouco, convivermos e conhecer um bocadinho desta imensa e bela Angola. Rumámos para sul, até ao Lubango, onde fomos acolhidos pelas simpáticas irmãs Hospitaleiras. Ficámos a conhecer a cidade e ainda locais marcantes: Tundavala, Cristo-Rei, Santuário da Senhora do Monte, Quedas de Água da Huila, Ribeira da Humpata e Barragem das Neves. Aproveitámos ainda para dar um saltinho ao Namibe passando pela bela Serra da Leba com a sua impressionante estrada que “trepa” aquela imponente montanha. Pudemos ainda ver o deserto do Namibe.
Amanhã alguns de nós partiremos para a Chitunda para a visita a este centro com a realização de reuniões e encontros com vários grupos da comunidade. A outra parte da equipa irá ter connosco no sábado.
Segunda-feira iremos para a Donga para continuar os trabalhos de melhoria da nossa missão, mais concretamente da construção da casa do caseiro, cuidar da horta e continuar a sementeira da lavra. Pelo meio teremos um retiro de noivos cristãos que se preparam para o seu casamento.
No próximo domingo, dia de Cristo-Reio, terá lugar encontro diocesano de jovens no Mussende e a nossa missão do Gungo estará presente com uma representação acompanhada de alguns membros da equipa missionária. Outros ficarão da Donga para, entre outras atividades, receber a visita da delegação diocesana da Legião de Maria.
Entretanto, nas nossas viagens e pela Donga vamos registando imagens que não deixam de ter o seu quê de pitoresco e que aqui partilhamos, mesmo sem legendas.
Um abraço e continuação de boa semana.

P’la equipa missionária, P. Vítor Mira



Ajuda às Filipinas

Saudações aos nossos amigos Ondjoyetu,

Venho fazer chegar um apelo de quem está ´nas Filipinas e pode chegar ao terreno. Se alguém quiser e puder aderir, os irmãos das Filipnas Agradecem.

Um dos maiores tufões de sempre atingiu as Filipinas na passada 6ªfeira, dia 8 de novembro. As piores estimativas apontam já para 10.000 vítimas mortais e a maioria dos sobreviventes permanece sem qualquer auxílio devido aos difíceis acessos. Em resposta ao apelo da Província Jesuíta das Filipinas, os Jesuítas lançam em Portugal, através da FGS – Fundação Gonçalo da Silveira, uma Campanha de Angariação de Fundos, procurando apoio para as cerca de 3 milhões de famílias afetadas.
A gravidade da devastação deixou zonas inteiras sem eletricidade, comunicações, água ou comida, numa tragédia que as Nações Unidas comparam já ao tsunami de 2004.
Lançamos, por isso, um apelo: colabore connosco nesta campanha internacional. A população das Filipinas precisa da cooperação da sociedade portuguesa. Precisa de nós, precisa de si.
Esta é uma iniciativa internacional da Rede Xavier - Rede Europeia de ONGD Jesuítas, da qual a FGS é membro.
 

OBRIGADO!


quinta-feira, novembro 07, 2013

Trabalhos na Donga e vistas aos centros

Boa noite e votos de bem-estar
Antes de mais, queremos deixar aqui o nosso voto de pesar e sentimentos ao P. David, à Jacinta e toda a família pelo falecimento da Sra. Emília de Jesus Costa e a certeza da nossa oração.
Por aqui as nossas atividades vão prosseguindo em várias frentes, como é habitual.
No campo pastoral, nas últimas semanas tivemos dois retiros: um para os casais da Igreja que se preparam para o batismo dos seus filhos e outro para os casais da Igreja que têm alguma irregularidade (normalmente homens que se encontram em situação de poligamia) e também pretendem batizar os seus filhos; estes, tendo em conta a situação em que se encontram, têm formações suplementares no sentido de corrigirem a sua situação.
Pelo meio visitámos o centro do Culembe, onde celebrámos o domingo e tivemos várias reuniões e atividades com a comunidade. Neste último domingo estivemos no Uquende onde preparámos e celebrámos a Eucaristia que marcou o encerramento do Ano da Fé ao nível da Missão do Gungo.
No campo das nossas atividades mais sociais continuamos os trabalhos na Donga, onde já iniciámos a colocação da estrutura metálica que vai suportar o telhado da casa que temos estado a construir e se destina ao caseiro da missão. Antes foi preciso preparar o ferro com a sua limpeza, pintura e execução de duas asnas. Os progressos feitos estão patentes na fotografia em anexo. Também em podemos ver uma outra fotografia que mostra o Carlos a carregar os tubos de ferro para a Donga. Tem sido ele o grande artífice de todos estes trabalhos do telhado da casa da Donga.
Durante estes últimos dias também fomos à Tuma buscar a betoneira com o camião e pudemos constatar o ponto em que se encontra a construção da casa de passagem deste centro: agora espera a colocação do telhado, o que será feito logo após a casa da Donga.
Outra das frentes dos nossos trabalhos tem sido a agricultura. Vamos colhendo algumas produções da nossa horta; o que mais deu foi cenoura, algumas bem grandes e bonitas, como se pode ver na foto. Mas também está a dar alho, cebola, tomate, pepino, entre outros produtos. O maior inconveniente tem sido a passagem dos bois por lá que têm feito alguns estragos. Mas já estamos a preparar uma vedação que evite a continuação disto.
Com a queda das primeiras chuvas também é tempo de lançar algumas sementes à terra, nomeadamente milho, feijão, mandioca e abóbora. Os bois têm andado um bocado “refilões” e já fugiram duas vezes em cenas caricatas que só não dão para rir porque vemos o esforço do pobre e pequeno Paulo David que corre desenfreadamente atrás deles pelo meio de paus e de capim para os recuperar.
Bem, o texto vai longo e só deu para contar um pouco do que por aqui vivemos. Mas fica esta partilha que sempre gostamos de fazer.
Amanhã dois de nós iremos voltar ao Gungo e no Uquende encontrar mais três membros do nosso grupo que virão da Donga. Depois seguiremos juntos para a visita ao Chitonde que decorrerá até ao próximo domingo.
Um grande abraço para todos.

P’la equipa missionária, P. Vítor Mira



Faleceu avó do Pe David e da Jacinta

Vimos por este meio dar a conhecer que faleceu ontem, à tarde, a avó do Pe David, de seu nome Emília de Jesus Costa. As cerimónias fúnebres serão amanhã, sexta-feira, dia 08/11 às 15:00h na igreja paroquial de S. Simão de Litém. A toda a família enlutada endereçamos as nossas sentidas condolências e a todos os que passarem por este espaço pedimos a união espiritual e a comunhão de sentimentos neste momento de dor.

Que o Senhor a receba na Sua Paz!

quinta-feira, outubro 31, 2013

Reunião Mensal de Novembro

Saudações a todos os que neste espaço vão acompanhando o Grupo e buscando novidades

Venho, recordar um ponto do nosso calendário. No próximo dia 02 de Novembro, sábado, no Seminário, às 21:00h teremos a nossa reunião mensal
Mais uma vez os elementos do Grupo, de modo particular os "cativos" são chamados  a congregar-se.para avançarmos com as próximas actividades do Grupo. Iremos avaliar as actividades do mês de Outubro e avançar com as Próximas iniciativas.
No final teremos um pequeno convívio que nos permitirá dialogar e estreitar laços
Apareçam!



quarta-feira, outubro 23, 2013

D. Luzízila, bem-vindo à Ondjoyetu

Na passada segunda-feira, dia 21 de Outubro, tivemos a alegria de receber na Ondjoyetu, pela primeira vez, D. Luzízila Kiala, novo bispo do Sumbe.
Aproveitámos a visita para lhe mostrar as instalações, falar um pouco da geminação, falar um pouco do Gungo e do nosso trabalho missionário naquelas paragens.
Como portugueses, oferecemos à nossa visita, que vinha acompanhado pelo diácono Henriques, um saboroso bacalhau, trazido recentemente de Portugal, assado no forno.
No fim ficou a promessa de em breve D. Kiala fazer uma visita rápida ao Gungo só para saber onde fica e ter um primeiro contato com aquele espaço e comunidade.
Antes da despedida ainda tirámos uma fotografia para recordação e que aqui partilhamos (o avô Filipe já tinha ido dormir e por isso não está).
Uma parte da equipa já subiu ontem para o Gungo, a outra sobe hoje e por lá estaremos, se Deus quiser, até dia 3 de Novembro.
Até lá e um abraço de todos nós. 

P. Vítor Mira

domingo, outubro 20, 2013

Dia Mundial das Missões

Boa noite.
Hoje é Dia Mundial das Missões.
Nós, que estamos a acompanhar a comunidade do Gungo, em Angola, damos graças a Deus por nos ter chamado a este lugar e a esta tarefa e agradecemos-Lhe por todos os que têm tornado possível este caminho. De fato, por aqui sentimos que não estamos apenas nós; nós somos todos os que por cá passaram e também os que nunca cá vieram mas são tão missionários como nós pela sua entrega, dedicação e amor a este projeto.
Este dia foi vivido no Sumbe. Ontem houve uma assembleia que reuniu o novo Bispo, D. Luzizila Kiala com praticamente todos os missionários desta diocese.
Hoje participámos na missa de celebração do Dia Mundial das Missões e de encerramento oficial do Ano da Fé nesta diocese do Sumbe.

Mas falando o que foram os nossos últimos dias… No passado domingo, 13 de outubro, toda a equipa subiu para o Gungo, mais concretamente para a aldeia da Tuma. Celebrámos a Eucaristia que teve a particularidade de ser da bênção das sementes, e alfaias agrícolas do novo ciclo que estamos a começar. A tarde foi ocupada com a reunião de Ondjango da Missão (corresponde ao Conselho Pastoral). A casa que tinha sido iniciada em Setembro, e é de adobes, está quase pronta a levar telhado.
Ainda neste mesmo dia seguimos para Donga, onde chegámos bem tarde.
A semana foi ocupada essencialmente com os cuidados da horta que já está a produzir e da lavra da missão: andámos a “capinar” o terreno com catanas e a roçadora mecânica para depois lançar a semente de milho e feijão à terra.
Outra das tarefas foi preparar os ferros da estrutura do telhado da casa do caseiro da Donga. Como vemos pela fotografia, a casa está pronta e agora precisa do telhado, tanto mais que já está a chover (além de trovejar) e, sendo as paredes de adobes, a cobertura torna-se urgente.
O ferro que comprámos foi do mais barato, mas vinha muito ferrugento. O Carlos teve muita dificuldade em soldá-lo porque é tão fraco que fura com muita facilidade. Por isso quando dois membros da equipa fomos à Tuma buscar a betoneira, aproveitámos para ir ao Lobito comprar ferro de melhor qualidade.
Pelo meio destas tarefas, ainda aproveitámos para ir à aldeia da Calumbamba rezar com aquele povo, ir buscar areia para fazer blocos, transportar adobes do local onde foram feitos para o das construções, este último trabalho feito com a colaboração da alguns membros da comunidade.
Amanhã ainda estaremos pelo Sumbe, mas na terça já vamos subir de novo para continuar os trabalhos na Donga e preparar a visita ao centro do Culembe, no próximo fim-de-semana.
Um abraço e continuação de bom Mês das Missões.

P. Vítor Mira

quinta-feira, outubro 17, 2013

Ondjoyetu na Comunidade Pastoral de São Romão e Guimarota

Walanga! Boa tarde a todos!

Em pleno mês das Missões, o Grupo Missionário Ondjoyetu desdobra-se em vários eventos. Amanhã, sexta feira, irá participar na Vigília Missionária Diocesana em Monte Redondo e, ao longo deste mês, continuará a realizar sessões de sensibilização missionária em catequeses, escolas e outras instituições. Disso é exemplo a presença Ondjoyetu no passado sábado, dia 12 de Outubro, nas diversas atividades que marcaram o início da catequese na Comunidade de S. Romão e Guimarota (Leiria). A convite desta comunidade, na pessoa da catequista Emanuela Moura, foram apresentados em quatro sessões, com distintos públicos, a história do Grupo Missionário Ondjoyetu e o trabalho que o mesmo realiza em Angola (no Gungo - diocese do Sumbe) e em Portugal. Num espaço exterior, os catequizandos da comunidade e respetivos familiares e catequistas puderam apreciar e adquirir alguns dos produtos provenientes de Angola (como os belos e coloridos panos) e peças de artesanato feitas por colaboradores e amigos do Grupo nos serões de segunda feira, no Seminário (como os presépios de fimo em cana e as cruzes “ondjoyetu”). Além disso, esteve patente no Centro Social e Paroquial uma exposição de fotografias relativas ao trabalho missionário do Grupo.
Antes da oração que encerrou a manhã de atividades, procedeu-se ainda à projeção dos filmes Crianças Como Nós e Caminhos Para A Vida, ambos realizados no contexto da Missão de S. José do Gungo.

Deixamos aqui o nosso profundo agradecimento pelo acolhimento e extrema simpatia com que fomos brindados nesta comunidade. Um MUITO OBRIGADO também pelo donativo que nos entregaram fruto da boa-vontade de todos: catequizandos e seus familiares e catequistas. TWAPANDULA TCHIWA! :)

Esperamos ter contribuído para o reforço do espírito missionário nos mais jovens com que nos deparámos. Também hoje é possível, pertinente, belo e bom vivermos segundo o Evangelho e, em nome de Cristo, contribuir para uma sociedade melhor, mais justa, na nossa rua, na nossa comunidade, no nosso país… no mundo. Com uma vida plena de Cristo, redescobrindo em cada dia a beleza e a força transformadora do Seu amor, um outro mundo é possível! A Missão não é de alguns: é de todos nós, cristãos, e para todos.
Estamos juntos.
Um abraço missionário!

P.S.: Transcrevemos a mensagem de agradecimento da Comunidade em questão.

Espero que tenham gostado de estar connosco. Da nossa parte, ficámos de coração cheio - de amor, de solidariedade e sobretudo de gratidão. Tenham a certeza de que pouco que demos ao grupo missionário é bem menos do que o que recebemos da vossa parte. Obrigado por existirem.
Beijinhos a todos os amigos ondjoyetus e que Deus vos proteja!
Um abraço e até breve.
Emanuela


terça-feira, outubro 15, 2013

Vigília Missionária é já na sexta-feira, dia 18


Saudações a todos os que passam por esta página e fazem deste um espaço seu,

Venho dar informação que na próxima sexta-feira se realizará uma vigília missionária Diocesana, presidida pelo nosso Bispo, e que terá lugar na igreja paroquial de Monte Redondo, às 21:00h.
Esta iniciativa surge como uma das iniciativas do mês das missões.
Vamos reforçar a nossa consciência missionária, vamos rezar pela missão da Igreja e por todos aqueles que se assumem como missionários.

Apareçam e não venham sozinhos

sexta-feira, outubro 11, 2013

Pe Vítor e Teresa regressaram à linha da frente

Saudações a todos os visitantes deste espaço.

Esta manhã às 07:52h recebi a seguinte mensagem no telemóvel: «Bom dia P. David. Já chegamos e tudo correu bem. Estamos na fila dos passaportes. Abraço.»
Foi desta forma que ficamos a saber que o Pe Vítor e a Teresa regressaram bem a Angola. Depois, ainda iam encontrar-se com os restantes elementos da Equipa: Ana Sofia e Carlos Neto para, depois, no Sumbe, encontrarem o avô Filipe e a Joaninha.

A estadia em Portugal, da parte do pe Vítor, foi o retemperar de forças e o tratar de muitos assuntos pendentes. Para a mana Teresa foi o experimentar algumas coisas de que já tinha ouvido falar ou visto em fotografias. Foi o conhecer novas pessoas e ter novas experiências.

Na despedida, a mana Teresa manifestava o seu agradecimento por todos aqueles que a acolheram e lhe proporcionaram uma estadia cheia de tantas coisas que "nem sei como explicar". Estendo a todos esse agradecimento da mana Teresa e do Grupo Missionário pelo modo como foi acolhida por todos os que contactaram com ela.
Eis uma foto da comitiva que acompanhou estes passageiros e uma foto bem disposta da avó Libânia e algumas das suas netinhas entre as quais a netinha Teresa.

Sintam o abraço do SMS dirigido a todos vós.
Continuação de um bom mês das missões.

quinta-feira, outubro 10, 2013

Mistério da Porta - 3º Episódio

Muito boa noite.
Dando seguimento à nossa mini-série, vimos apresentar o terceiro e último episódio do "Mistério da Porta".
O que isto mostra é que também por África, e mais concretamente em Angola e no Gungo, a falta de meios aguça o engenho e leva a procurar soluções criativas.

Amanhã, se Deus quiser, regressarei a Angola para retomar o trabalho missionário junto da comunidade do Gungo.
Porcuraremos continuar a dar notícias sobre o decorrer da nossa missão. Agradecemos a todos os que de vários modos vão sendo missionários connosco. Continuamos a contar com a vossa oração e também podem contar com a nossa.
Manifesto a minha alegria e gratidão por todas as pessoas com quem me pude encontrar e partilhar momentos muito agradáveis. Em relação àquelas com as quais não foi possível estar, espero que tal venha a ser possível noutra oportunidade.
Uma palavra de especial gratidão às paróquias de Casal dos Bernardos e Regueiras de Pontes pelas iniciativas que tiveram de angariação de fundos para a missão, a todas as pessoas que colaboraram e
ainda às que tiveram a responsabilidade de organizar e levar por diante essas iniciativas.
Um abraço e até sempre.

P. Vítor Mira

video

terça-feira, outubro 08, 2013

Mistério da Porta - 2º Episódio

Boa noite.
Nesta mini-série de três breves episódios, vem hoje o segundo, o principal.
Vamos lá ver então como se abre esta misteriosa porta da casa da Tuma.
E não percam o terceiro episódio, brevemente no seu computador.
Um abraço.

P. Vítor Mira

video

segunda-feira, outubro 07, 2013

Mistério da Porta - 1º Episódio

Olá boa noite.
Há momentos em que na missão ficamos verdadeiramente intrigados. Foi o que me aconteceu quando quis entrar na casa da Tuma para ir buscar uns materiais que lá tinham ficado guardados. Por mais que procurasse por onde abrir a porta, a soluação não estava muito à vista.
Entretanto chegou o "homem da chave" que resolveu aquele enigma.
Fica por agora o primeiro episódio. Em breve virá o segundo.
Um abraço e boa semana.

video
P. Vítor Mira

domingo, outubro 06, 2013

Padres do Gungo

Olá, muito bom dia.
Como sabem, a missão no Gungo não se cumpre apenas lá onde se está com o povo. Há também um trabalho de retaguarda de dá sustento e apoio ao que lá se faz.
Há dias, em Fátima, teve lugar uma reunião em que participámos três padres ligados à missão do Gungo: P. David, eu e o P. Fernando Vieira Lopes.
Este último foi missionário no Gungo nos anos 60 e 70, sendo ainda recordado pela população. Algumas das infraestruturas que estamos a usar e a melhorar foi ele que teve a iniciativa da sua construção e a orientou há mais de quatro décadas.
As convulsões políticas fizeram-no regressar a Portugal em 1975. Mas nunca esqueceu o seu Gungo e continua a apoiar o trabalho missionário que lá se desenvolve
Foi neste constexto que no ano 2008 fomos juntos aos Estados Unidos fazer um apelo de solidariedade missionária que resultou na recolha de 18.500,00 USD que deram uma boa ajuda para a compra do camião da missão. Estivemos em sete paróquias, muitas delas de portugueses e/ou descendentes deles, principalmente açorianos.
A nossa reunião teve como objetivo preparar mais uma ação de solidariedade a favor do nosso Gungo
e de que daremos conta a seu tempo.
Um grande bem-haja ao P. Vieira Lopes pelo seu continuado amor e apoio ao Gungo.

Várias pessoas noe têm perguntado pelo estado de saúde do António Ideias. Segundo as últimas informações que temos, continua em coma, fruto da forte acidente que teve. Continuemos a rezar por ele e pela sua família.
Um abraço e bom domingo.

P. Vítor Mira

quarta-feira, outubro 02, 2013

Regueira da Pontes solidária

Um grupo de cristãos da paróquia de Regueira de Pontes, sabendo que o Pe Vitor Mira está de férias em Portugal, manifestaram gosto em acolhê-lo e estar e estar com ele. Nesse sentido, dispuseram-se a preparar um almoço convívio no próximo domingo, dia 06 de Outubro, por volta das 12:30h, no salão paroquial de Regueira de Pontes, com a finalidade de estar com o Pe Vítor.
Deste modo não só se associam àquele que foi seu pároco durante vários anos, manifestando a amizade que a todos une, mas associam-se à causa do projecto missionário através da partilha do que se vai fazendo no Projecto missionário.
Um grande bem haja a todos os que estão a levar por diante esta iniciativa e que seja verdadeiramente um espaço de convívio e reforço da consciência missionária.
Esta iniciativa é aberta a outras pessoas, de fora da paróquia, que queiram aparecer e participar.

Do programa constam os seguintes momentos:
- 10:00h missa na igreja de Regueira de Pontes, 
- 11:30h missa na Igreja das Chãs 
- 12:30 Almoço-convívio no salão paroquial de Regueira de Pontes

Preço: 7,50€
Amizade e solidariedade serão pratos apreciados nesta iniciativa em pleno mês das missões.

P.S. Quem pretender assegurar lugar poderá enviar SMS ou ligar para a Inês Lourenço 919640549
P. David

terça-feira, outubro 01, 2013

Reunião Mensal de Outubro

Saudações a todos os que neste espaço vão acompanhando o Grupo e buscando novidades.
 
 
Venho, recordar um ponto do nosso calendário. No próximo dia 05 de Outubro, sábado, no Seminário, às 21:00h teremos a nossa reunião mensal
Mais uma vez os elementos do Grupo, de modo particular os "cativos" são chamados  a congregar-se para avançarmos com as próximas actividades do Grupo.
Teremos também a alegria da presença do Sr Pe Vítor, da mana Teresa e das manas "médicas", as jovens estudantes de medicina que integraram a parceria com a associação Move-te Mais. Certamente nos vão testemunhar o que se vai passando na linha da frente.
Apareçam!

quinta-feira, setembro 26, 2013

As Sopas Missionárias em Casal dos Bernardos

Saudações cordiais a todos os amigos Ondjoyetu!

Como havia sido anunciado, realizaram-se no domingo passado, em Casal dos Bernardos, as Sopas Missionárias. Cerca de 250 pessoas participaram neste evento a favor da Missão de S. José do Gungo.
Às 11 horas foi celebrada a missa pelo Pe. Vítor Mira, Superior da Missão e antigo pároco de Casal dos Bernardos, seguindo-se depois no Salão Paroquial a degustação de várias sopas e sobremesas confecionadas por bernardenses e elementos do grupo missionário.


A tarde continuou com momentos bem animados: o Grupo Etnográfico de Casal dos Bernardos presenteou-nos com alegres danças e cantos de tradição folclórica, e José de Jesus, pai do Pe. Vítor Mira, arrancou-nos gargalhadas e caras de espanto com os seus incríveis truques de magia.


Agradecemos a todos os que colaboraram com o seu trabalho, com a sua presença, com o seu coração em mais um evento de sucesso em prol do povo do Gungo. TWAPANDULA! OBRIGADO!


Lembramos, ainda, que amanhã, às 21 horas, no Seminário Diocesano de Leiria, realizar-se-á uma apresentação do Grupo Missionário Ondjoyetu para quem o queira integrar ou simplesmente conhecer.
Um abraço missionário!