terça-feira, setembro 30, 2008

Grão a grão...

... vamos enchendo a carteira destinada à "Visita do Sr. Vitorino a Portugal"! Pois é amigos, já temos mais €50 (oferecidos por uma missionária que pisou terras angolanas) para a vinda deste nosso amigo ao "Puto". No total já contamos com cerca de 275€... Vamos continuar a "encher" a carteira...O Sr. Vitorino conta connosco. Estamos juntos.

segunda-feira, setembro 29, 2008

Agência Funerária "SódeMota"

Olá, boa noite. O trabalho em missão também uma oportunidade de vermos situações curiosas. É interessante verificar como a ausência de meios ideais leva a desenvolver o engenho. Estas imagens não precisam de comentários Fica a partilha do que vimos, fotografámos e filmámos há cerca de dois anos. Cumprimentos. P. Vítor Mira video

quinta-feira, setembro 25, 2008

A Marta Gomes regressou

A Marta Gomes regressou hoje de Angola onde esteve em missão durante um mês e meio integrada na equipa missionária da diocese de Leiria-Fátima que se encontra a trabalhar no Gungo, diocese do Sumbe.
A recebê-la estivemos dois elementos do grupo missionário, os seus pais e uma tia.
A nossa missionária vinha muito bem disposta e trazia cumprimentos dos nossos missionários e do povo do Gungo.
Os seus olhos brilham ao contar um pouco do que foi esta experiência missionária. O tempo foi curto mas deu para "provar" o que é a Missão e, ao que parece, desejar voltar por mais tempo.
Por agora há que ir para as aulas que já começaram para continuar o seu curso.
Parabéns Marta pela tua disponibilidade e obrigado pelo tempo e contributo que deste a este projecto. Continuamos a contar contigo.
P. Vítor Mira

quinta-feira, setembro 18, 2008

Unidos à família do Sr. Armindo

Olá amigos e amigas, boa tarde. Acabei de receber a informação de que o funeral do Sr. Armindo, pai do P. David, será no dia 20 de Setembro, sábado, às 10:00 h. em S. Simão de Litém. Se Deus quiser, o P. David também estará presente. Um abraço para todos e divulgeum, se fazem favor. P. Vítor Mira

Estamos de luto

Faleceu nesta quarta-feira o Sr. Armindo Costa Ferreira Dias, pai do P. David Nogueira Ferreira que está em missão em Angola. Os nossos sentimentos à sua esposa, Sr.a Carminda das Neves Nogueira, ao P. David, seu irmão e irmãs e a toda a família. Rezemos pelo Sr. Armindo e sua família neste momento de dor. P. Vítor Mira

quarta-feira, setembro 17, 2008

A caminho da Visita Pastoral do Sr. Bispo

Olá Manos! Estamos mesmo, mesmo de partida para o Gungo! Amanhã terá inicio a visita do sr. Bispo à nossa missão. Começará na Tuma, passará pelo Uquende e terminará na Donga (sede da missão), onde haverá celebração de crismas. O povo está bastante empenhado nos preparativos, e nós por, podermos mostrar mais de perto, o tanto que se vai fazendo, em tanto ainda por fazer! Domingo estaremos de regresso e com muitas novidades para contar! E para a semana, já vos poderei contar ao vivo todas estas emoções... Até breve! Rezem por nós!! Estamos Juntos! Tchau, yá?!

terça-feira, setembro 16, 2008

Apresentação do Grupo Missionário Ondjoyetu

Olá amigos.
Aqui fica o cartaz que anuncia mais uma apresentação pública do Grupo Missionário Ondjoyetu.
Destina-se a pessoas que queiram conhecer melhor este grupo e o trabalho que desenvolve e mesmo a quem estiver interessado em integrá-lo.
O convite a estarem presente está feito. Podem convidar os vossos amigos.
P. Vítor Mira

segunda-feira, setembro 08, 2008

A equipa da linha da frente de novo completa!!!

Pois é manos, já temos a nossa mana ana connosco!! Já tinhamos saudades dela e de ter a família maior! Por agora vamos estar no Sumbe a preparar a visita pastoral do Sr. Bispo que será de 18 a 21 de Setembro! Um abraço da linha da frente!! Estamos Juntos!

Ondjoyetu no Congresso Missionário

Todos sabemos que a Missão não é nossa, mas de Cristo, o enviado do Pai.
Nele também nós somos enviados num espírito de família e comunhão que nos deve caracterizar.
Por isso se realizou o Congresso Missionário Nacional 2008. Foi um espaço de partilha, oração, celebração que enriqueceu todos os que participaram e certamente lhes aqueceu o coração para continuarem, casa um segundo a sua vocação, na Missão que Deus lhes confiou.
Os ecos deste congresso, conclusões e propostas finais podem ser encontradas em http://www.opf.pt/ e ainda em http://www.ecclesia.pt/
A nossa diocese teve a oportunidade de partilhar a sua experiência de animação missionária e mais concretamente de geminação com o Sumbe.
O nosso grupo também esteve presente com alguns representantes, ainda que nem todos estejam na foto.
Durante o decurso do Congresso partiu de novo para Angola a Ana Sofia Pereira que teve que vir a Portugal por causa dos documentos para poder residir em Angola.
Cumprimentos a todos e agora vamos viver o Congresso.
P. Vítor Mira

quarta-feira, setembro 03, 2008

Um mês depois...

No dia 3 de Agosto estava na Ondjila. Tinha chegado o dia que eu mais temia: o da despedida. Na missa, que juntou todo o povo do Kubal e Ondjila, tive que dizer adeus.
Como encontrar palavras de gratidão por tantos momentos de alegria. Só posso dizer um grande Twapandula a todas as pessoas que colaboram com este projecto, e principalmente a todo o povo do Gungo.
Estamos juntos.... :)

Um olhar sobre a minha janela

Da minha janela vejo um "mar" de castanho. Um morro se eleva diante dos meus olhos. Pequenas casinhas, vários trilhos, algumas crianças brincando sentadas no chão de terra e meia dúzia de galinhas bicando por todo o lado. Castanho aqui, castanho ali, até nós castanho estamos, mas ainda sobrevive algum verdinho que resistiu ao tempo seco que por agora termina...as primeiras chuvas já se fazem sentir! O barulho é constante. Não é um barulho cansativo, apenas o barulho próprio de quem se encontra no meio das montanhas do Gungo. Gente que passa, algumas motas mas poucas, o riso e a conversa das mamãs que se trançam umas às outras, o choro dos bebés e os sons característicos de quem brinca e tem idade para brincar. O cheiro a fumo é constante...Há sempre pequenas queimadas, montes de folhas que se agrupam depois de varrido o chão em frente às casas. As lareiras, nas cozinhas, também ajudam a que o cheiro se espalhe. O ventinho e o cacimbo tanto matinal como ao entardecer caracterizam este belo local. Parece um sonho, um daqueles bonitos postais que vemos ou uma fotografia de álbum de alguém viajado, mas abanamos a cabeça e voltamos a abrir os olhos. Não é um sonho, sou eu mesma que estou sentada nesta cadeira verde de plástico a olhar para fora da minha janela e a ver o pouco tempo que tenho a voar e pensar que ainda agora cheguei mas é já daqui nada que estou a partir. Eu por aqui estou bem acomodada neste lugar mágico que me trás à recordação todos aqueles documentários que vi, mas nada é igual à que aquilo que vivemos e experimentamos! Na alma fluem sentimentos de alegria por puder viver tão nova esta oportunidade que Deus me dá e de tristeza por ver este povo que ainda se encontra tão perdido neste pedacinho do mundo, mas também há algum sentimento de revolta por ver que não avançam mais depressa porque a cultura deles é de puro comodismo. Para já um obrigado a todos os apoiam este projecto, mas principalmente ao povo do Gungo que nos abre a porta para que nos sintamos o mais em casa possível. Twapandula Mana Martinha

terça-feira, setembro 02, 2008

15 anos depois...

A missão continua ao rubro!!! A equpa da linha da frente que o diga... estamos a crescer muito, com o empenho de todos!!
Não podemos deixar de agradecer a vossa oração!!!
Estamos Juntos!!

segunda-feira, setembro 01, 2008

Missão no Gungo - 1 a 5 de Setembro de 1993

Olá.
Este dia 1 de Setembro não me pôde passar em claro, porque a Missão também é feita de memória.
A primeira vez que fui ao Gungo foi no dia 18 de Junho de 1993. Mas foi por acaso, pois não era nossa intenção lá ir quando saimos de casa.
Entretanto, algumas semanas depois programámos uma ida mesmo a sério. Teve lugar de 1 a 5 de Setembro. Fui com as irmãs Maria dos Anjos e Nancy, das Guadalupanas. Posso mesmo dizer que foram elas que lá me levaram pois já tinham trabalhado com aquela comunidade e conheciam os catequistas.
Nessa primeira missão fiz um curso bíblico. Como era difcíl a comunicação... para mim naqueles dias quase tudo era novo, embora já estivesse em Angola havia alguns meses, e nessa altura mas imaginava que 15 anos depois ainda estaria tão ligado àquele povo.
Fica a foto dos participantes no curso bíblico. Não tem grande qualidade porque nesse tempo também não existiam máquinas digitais e a revelação saiu com pouca qualidade. Mas quem já foi ao Gungo poderá reconhecer uma ou outra pessoa.
Cumprimentos a todos.
P. Vítor Mira