quarta-feira, agosto 06, 2008

Após 13 dias o que posso dizer

Já passaram precisamente 13 dias desde a minha chegada a Portugal... É caso para dizer "Segurem-se bem que aqui vai uma volta de 180º na vida"! Pois é, tanta coisa diferente, numa mudança completa da realidade, após apenas 7h de viagem. Voltar a estar a família e amigos é uma sensação indescritível. Realmente as saudades já estavam a apertar, por isso mesmo os primeiros dias foram passados a por todas as conversas em dia! Agora de um momento para o outro, olho à minha volta e é tudo tão diferente... É voltar a ter electricidade a toda a hora, é poder beber um copo de água da torneira sempre que apetecer (em vez de me estar a preocupar constantemente com o seu tratamento), é poder utilizar uma sanita em vez das tradicionais latrinas do Gungo, é passar uma semana sem comer enlatados... tantas coisas diferentes. Mas deixar a linha da frente traz consigo muitas sensações e sentimentos distintos! Agora, ficam as saudades imensas daquele povo maravilhoso. Aparecem constantemente na minha cabeça as perguntas "Será que estão todos bem? Que andarão a esta hora a fazer?" "Olha, se a esta hora lá estivesse, provavelmente estaria a .... ". Nos ultimos dias passados em terras de missão, enquanto eu e a "Mãezinha" nos despediamos do povo, muitos diziam para nao os esquecermos deles. É impossível esquecer o que se foi vivendo ao longo deste ano e todas as pessoas que connosco se cruzaram. Construiram-se relações muito fortes com aquele povo maravilhoso, fizeram-se muitos trabalhos conjuntos onde unimos as nossas forças para alcançar os objectivos pretendidos. Foi um ano de crescimento mútuo onde estivemos sempre lado a lado. Agora, fecho os olhos e parece que este ano de missão nao passou de um sonho. Um sonho tão bom que passou muito rápido, mas que mesmo estando deste lado quero continuar a viver. A missão é assim mesmo, não é limitada por fronteiras nem horizontes. Por isso aqui estou para dizer ESTAMOS JUNTOS :)

3 comentários:

ticha disse...

Olá Sara,
É muito bom ler o que escreveste, saber que a missão não acaba para ti..!
Deixas no ar com tua mensagem a magia do sonho que viveste... Que bom;)***

David Nogueira disse...

Olá Sara e amigos que por aqui passam. pois é a missão deixa marcas e são muito mais que as pegadas que se marcam no pó. Alguém se sente desafiado a fazer como a Sara? Cristo Chama não fechemos os ouvidos.
Mana Sara o povo não te esquece e os teus manos da linha da frente também não.
unidos na missão e na oração!
Tchauê!
Patele N'Daviti

Anónimo disse...

Qualquer coisa que possa dizer é sempre muito pouco comparado com a vontade que este grupo tem de fazer, com a capacidade de doação e empenho expresso na necessidade de mudança.
A minha contribuição é exclusivamente anímica, mas gostaria de deixar o registo de alguém que agradece todos os dias a alegria da família.
A toda essa já grande família desejo que a saúde e a força do coração continuem a acompanhar-vos.
celinia gomes