segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Entrevista ao Tio Filipe

Boa noite a todos. Segundo as mais recentes notícias, o P. David, a Ana e a Teresa partiram hoje de manhã para o Chimbango, onde ficarão até domingo ou segunda-feira. O Sr. Armando ficou no Sumbe para continuar os trabalhos de mecâncica que tem em mãos. É a primeira vez que a equipa missionária vai ao Chimbango, uma zona muito afastada dos locais que os nossos missionários costumam visitar. Durante a guerra civil aquelas comunidades foram assistidas por missionários de Benguela. Entretanto, alguns catequistas daquela comunidade têm vindo a reuniões do Ondjango (tipo Conselho Pastoral) da Missão e mostraram desejo de que a equipa missionária que vem do Sumbe visite as aldeias que pertencem ao Centro do Chimbango. Rezemos pelos nossos amigos e pelo trabalho que irão fazer durante esta semana. Entretanto, partilho convosco uma das entrevistas que fiz na minha recente ida a Angola. Neste é o tio Filipe (como é conhecido entre todos nós por lá) a agradecer as chapas de cobertura da sua casa que a equipa missionária lhe arranjou graças às ajudas de todos nós. Mas ele bem merece: apesar da sua idade avançada, não se poupa a esforços para ir ao encontro da equipa a fim de lhes preparar as refeições. E com que qualidade... o tio Filipe é um cozinheiro de truz que, mesmo sem grandes meios, faz comida muito saborosa. É preciso atenção para entender o seu português. Um abraço e boa semana. P. Vítor Mira

3 comentários:

Anónimo disse...

Sei que não posso mudar o mundo. Contudo enche-me de felicidade saber que a equipa Missionária consegue fazer uma pequena diferença que vale muito para aqueles que são marginalizados, pelo (des)governo do seu próprio país e pela "comunidade" internacional.
Até breve
Ana carreira

A. SERRA disse...

As boas noticias que temos da
Linha da Frente, dando informações
que o Grupo,seguiu para novos
horizontes, é agradável de saber, faço votos que tenham boa viagem
e boa missão, e que o Espirito
Santo, continue a iluminar os seus
projetos.
O Sr. Texano continua com os seus
pupilos, na ferrugem e no olio, e
pelo que me parece, em pouco tempo
vai fazer grandes amigos,mecanicos
em terras da Diocese do Sumbe.
Um Abração Estamos Juntos.
A. SERRA.

Céline disse...

Ti Filipe.
Agora só falta a máquina de picar carne...
Que excelente cozinheiro temos no Gungo, sem dúvida; e aquilo que mais gostavamos eram as histórias que ele contava sobre o seu passado.
Um grande testemunho de vida.
Um abraço bem forte.