sábado, abril 09, 2011

Falta de água - 2ª Parte

Olá, muito bom dia. Na última postagem falávamos da falta de água. Na que hoje apresentamos mostramos como se obtem a água de que necessitamos em nossa casa. No dia anterior o P. David tinha ido ao rio no nosso camião com o Amândio e o Mário, já de noite. Graças ao nosso motor e às cisternas que nos emprestaram conseguiram trazer quatro mil litros de água. Foi só tirar do rio e nada tivemos que pagar. No dia seguinte quisemos voltar a fazer o mesmo, mas não foi possível. Já perto do local onde deveríamos ir a estrada estava interrompida devido a uns trabalhos e por isso tivemos que ir ao sitio onde se compra a água pois aí não nos deixaram usar o nosso motor. Os quatro mil litros custaram 400,00 kwanzas, perto de 4,00 euros. Quando é o camião cisterna que vai a nossa casa descarregar o custo da água fica em 4.000,00 kwanzas, quase 40,00 euros. Ainda teremos que fazer contas, mas agora que temos o nosso camião, parece que vale a pena ir com ele abastecer directamente ao rio. Aproveito para informar que ontem falei com a Inês e a Angélica. A equipa está toda no Gungo e lá quase não há comunicações. Mas elas foram lá a um local onde se apanha um pouco de rede, deram um toque e eu liguei para lá. Disseram-me que estão todos de saúde e que os trabalhos estão a correr muito bem. Informamos que a Angélica e a Inês estão a trabalhar mais na chamada "Pastoral da Criança" e que o P. David e o Amândio estão a construir a infraestrutura onde vai funcionar a moagem. Já fizeram cerca de 600 tijolos em BTC para a dita construção. Como disse, estão todos bem e mandam muitos cumprimentos. Também informaram que está a chover bem no Gungo e que, se Deus quiser, este será um bom ano agricola. O pior é a picada que cada vez está pior divido às fortes chuvadas. Um abraço para todos e boa peregrinação diocesana a Fátima. P. Vítor Mira video

3 comentários:

Lucinda disse...

Também há quem pense que a água nasce (não sei se na torneira).
Afinal a água não é uma certeza! Por vezes tem-se muito trabalho, e despesa, para a obter.
Estes testemunhos são muito importantes, porque corremos o risco de pensar que tudo vem ter a casa sem grande trabalho!
Obrigada e continuação de bom trabalho
Beijinhos
Lucinda

Natália Lourenço disse...

Adoro-vos cada vez mais e explico porquê! Toda a equipa consegue de uma ou outra forma arranjar solução mesmo que esta esteja bem no fundo. A equipa é isso mesmo pensar em grupo para se conseguir algo visível. Continuação de um excelente trabalho. Um beijinho enorme a todos e em especial a essa comunidade pois sem eles não víamos essa realidade que existe no séc.XXI. Sempre amiga Talita

Dina Lourenço disse...

Oi, amigos! A água é Vida! Que alegria enorme saber que estão todos bem; enquanto hà vida hà esperança e com o vosso esforço e Amor conssegem vencer mais uma etapa de caridade!!! Não Há preço que consiga pagar este valor humano que tanto entregam voluntáriamente em ajuda ao próximo.!Beijocas Linha da Frente!!
Agora quanto à preregrinação a Fátima, valeu correu bem... mas estou com os musculos doridos, e com sono hoje é mesmo segunda -feira! Beijocas Amigos!